03/01/2008

Martha Medeiros- Saudade -Cartas Extraviadas e Outros Poemas

Saudade eu tenho do que não nos coube
Lamento apenas o desconhecido Daquilo que não deu tempo de repartir Você não saboreou meu suor Eu não lhe provei as lágrimas É no líquido que somos desvendados No gosto das coisas o amor se reconhece O meu pior e o meu melhor e os seus Ficaram sem ser apresentados

2 comentários:

A. C. O'Rahilly disse...

verdade, sim, eu sei....

Loly disse...

Olá, tudo bem?
Procurando pelo google, achei seu blog.
Esse livro Cartas Extraviadas E Outros Poemas, de Martha Medeiros, por um acaso você leu?
É que pretendo dar a um amigo de presente e queria referências...
Se leu, você gostou?!
Beijos, ótimo blog!