27/09/08

Travessuras/ Doidas e Santas/ Martha Medeiros

O amor verdadeiro tem dessas coisas:
não se explica,não se controla,
não se racionaliza,
simplismente toma conta.
É uma droga,
um vício,
uma viagem
entre céu e o inferno,
ida e volta,
sem parar.

Nenhum comentário: